Empreendedor formalize seu negócio

Empreendedor Individual Bijuterias Para Revenda

Por meio da condição de Empreendedor Individual, que é aquela pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Milhões de brasileiros começam a formalizar os seus negócios, com CNPJ, nota fiscal e Previdência Social para suas famílias.

Para atingir esta condição, hoje (03/09/2012) é necessário:Empreendedor Individual Bijuterias Para Revenda

1. Ter faturamento máximo de R$ 60.000,00, ao ano e/ou R$ 5.000,00 mensal;
2. Não participar como sócio, administrador ou titular de outra empresa;
3. Possuir estabelecimento único;
4. Contratar um único empregado.

Com a Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, o trabalhador antes conhecido como informal pode se tornar um Empreendedor Individual legalizado. Ele passa a ter CNPJ, o que facilitará a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos, emissão de notas fiscais e a possibilidade de participar das licitações feitas pelos órgãos públicos.

O Empreendedor Individual será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). O único custo da formalização é o pagamento mensal de R$ 27,25 (INSS), R$ 5,00 (Prestadores de Serviço) e R$ 1,00 (Comércio e Indústria) por meio de carnê emitido exclusivamente no Portal do Empreendedor.

Com essas contribuições, o Empreendedor Individual terá acesso a benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros.

Pense em começar o seu empreendimento já legalizado, você e a sua família só tem a ganhar.

Veja como se registrar agora mesmo no Portal do Empreendedor. Saiba quais são as atividades permitidas para o trabalhador se inscrever como EI.

Se você optar em comprar bijuterias para revenda, recomendo que procure pela atividade de Comércio de Roupas e Acessórios, CNAE nº 4789-0/01 – COMERCIANTE DE SUVENIRES, BIJUTERIAS E ARTESANATOS.

Não deixe de ler meu artigo sobre como vencer o medo do negócio próprio.

Volte sempre e mande seu comentário, ele é importante!

Paulo Henrique Gomes